Cruz Vermelha Brasileira encerra arrecadação para ajuda humanitária ao Nepal

Por: Jorge Velloso

Foto: IFRC

A Cruz Vermelha Brasileira encerrou na sexta-feira (26/06) a arrecadação de verba para ajuda humanitária ao Nepal. Na conta aberta um dia após o terremoto foram depositados R$ 249.021.96. A quantia será repassada para a Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, que trabalha na reconstrução do país asiático. “A Cruz Vermelha, uma das primeiras instituições a chegar, sempre é uma das últimas a sair dos países afetados por um desastre”, destacou a presidente da Cruz Vermelha Brasileira, Rosely Sampaio, ao lembrar também que, apesar da diminuição do noticiário, ainda há muito a fazer na região.

A conta recebeu doações de campanhas realizadas por funcionários de algumas empresas e também de pessoas em diversas regiões do país. A maior parte doou quantias entre R$ 20,00 e R$ 50,00. Mas houve quem depositasse R$ 5,00, uma demonstração do quanto o brasileiro é solidário.

A Cruz Vermelha Brasileira é uma das 189 Sociedades Nacionais que compõem o Movimento Internacional de Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. A Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha (FICV) é a maior rede voluntária de ajuda humanitária do mundo e a cada ano atende cerca de 150 milhões de pessoas. Visando melhorar a vida de pessoas vulneráveis, a FICV atua antes, durante e depois de desastres e em emergências de saúde, para atender as necessidades da população. Todo o trabalho é feito com imparcialidade, sem distinção de raça, sexo, nacionalidade, crença religiosa, classe social ou opinião política.

Nota de Esclarecimento

Por: Departamento Nacional de Comunicação Social

Em razão das inúmeras manifestações que envolveram o nome da Cruz Vermelha Brasileira, nas mídias sociais, no último fim de semana, a centenária instituição de ajuda humanitária agradece o apoio, convida a todos para conhecerem de perto os trabalhos que desenvolve e aproveita para ratificar seus princípios fundamentais:

·         HUMANIDADE:

Não mede esforços para evitar e aliviar o sofrimento humano sob quaisquer circunstâncias. Procura não só proteger a vida e a saúde, como também fazer respeitar o ser humano. Promove a compreensão mútua, a amizade, a cooperação e a paz duradoura entre todos os povos.

·         IMPARCIALIDADE:

Não faz nenhuma discriminação de nacionalidade, raça, religião, condição social, gênero ou opinião política. Procura apenas minorar o sofrimento humano, dando prioridade aos casos mais urgentes de infortúnio.

·         NEUTRALIDADE:

Abstém-se de tomar partido em hostilidades ou de participar, em qualquer tempo, de controvérsias de natureza política, racial, religiosa ou ideológica.

·         INDEPENDENCIA:

É independente e deve manter sua autonomia, mesmo nas atuações das Sociedades Nacionais, como auxiliares dos poderes públicos em suas atividades humanitárias, sujeitas às leis que regem seus respectivos países, a fim de agir sempre de acordo com os Princípios Fundamentais da Cruz Vermelha.

·         VOLUNTARIADO:

É uma Instituição  voluntária de Socorros sem nenhuma finalidade lucrativa

·         UNIDADE:

Ela é única. Só pode existir uma Sociedade Nacional de Cruz Vermelha em cada país. Está aberta a todos e exerce sua ação humanitária em todo território nacional.

·         UNIVERSALIDADE:

É uma instituição mundial, na qual todas as Sociedades Nacionais têm iguais direitos e dividem iguais responsabilidades e deveres, ajudando-se mutuamente.

Contato

Cruz Vermelha Brasileira
Praça da Cruz Vermelha, 10
Centro Rio de Janeiro RJ

+55 (21) 2507 33 92

Cruz Vermelha Brasileira © 2013 / 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e atualizado por Leonardo Tavares Ali