CMD

Centro de Memória e Documentação

Seguindo orientações da Resolução 6 do Conselho de Delegados de 2011 (Genebra, Suíça), para incentivar a preservação, utilização e divulgação do patrimônio histórico e cultural de todos os componentes do Movimento de Cruz Vermelha, a CRUZ VERMELHA BRASILEIRA criou o Centro de Memória e Documentos, pela Portaria nº 49/2012, do Presidente Nacional, em 29 de novembro de 2012.

Preservando a Memória

Sem o registro do “ontem”, tudo o que foi vivido e construído esta fadado ao esquecimento. A reconstrução da memória é uma forma de repensar a história e tê-la como um instrumento de transformação e que diz respeito a todos os membros da Instituição: diretores, voluntários e funcionários do Órgão Central e das Filiais. 

Registro dos fatos

Este site não representa a História da Cruz Vermelha Brasileira. Seu objetivo é disponibilizar um resumo, em ordem cronológica e confiável, do registro de alguns atos e fatos que marcaram a vida da Instituição em seus 100 anos de existência – 1908 a 2008, seus dirigentes e pessoas que contribuíram para o desenvolvimento da Instituição e que se encontram registrados nos Volumes I (já impresso) e II (em fase de impressão) da Linha do Tempo – Subsídios para a História da Cruz Vermelha Brasileira.

Assine nossa newsletter

CURTA-NOS NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

  • PRIMEIROS SOCORROS NAS ESCOLAS Escolas devem se adequar  lei
  • NOITE DE EMOO E HOMENAGENS MARCAM O ANIVERSRIO DE 110
  • NOTA DE ESCLARECIMENTO DA DIREO NACIONAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA
  • PRESIDENTE NACIONAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA RECEBE HOMENAGEM DO EXRCITO
close-link