Seminário Nacional e Encontro Internacional de Psicologia termina amanhã

25/08/2017 Por: Jorge Velloso Fotos: Leonardo Ali

Entre quinta-feira e sábado, está sendo realizado, na sede nacional da Cruz Vermelha Brasileira, no Rio de Janeiro, o II Seminário Nacional e I Encontro Internacional de Psicologia em Situação de Conflitos e Desastres. Diversos tipos de violências, desastres sociais relacionados com conflitos, refugiados e o alto número de suicídios estão entre os temas abordados.

IMG_2231

Organizado pela filial do Rio de Janeiro da centenária instituição de ajuda humanitária, o evento discute a necessidade de se prever, planejar e reduzir os riscos de desastres, a fim de melhor proteger não só pessoas e países, mas também seus modos de vida, ecossistemas e patrimônio cultural.

O Seminário pretende mostrar a atuação da Psicologia da Gestão dos Riscos e Desastres e de áreas correlatas no cenário dos desastres mundiais, junto a atuação das instituições de ajuda humanitária. Almeja também identificar a interação dos psicólogos com outros profissionais nos cenários de desastres; compartilhar conhecimento técnico e experiências, além de facilitar o diálogo daqueles que atuam com ajuda humanitária.

Os organizadores do evento lembram a importância dessa discussão e interação dos profissionais da área, no momento em que há um crescente número de casos de desastres em todo o mundo. Segundo relatório do Centro de Pesquisas sobre Epidemiologia de Desastres, em 2016, ocorreram 301 desastres naturais em 102 países, provocando 7.628 mortes, 411 milhões de pessoas afetadas e R$ 97 bilhões de danos econômicos. A China foi o país mais atingido.

Vale lembrar que bactérias, vírus e outros microrganismos também já causaram estragos tão grandes à humanidade quanto as mais terríveis guerras, terremotos e outros desastres naturais. Entre os exemplos estão:   cólera, tuberculose, varíola, ebola e aids. O Encontro Internacional também vai abordar os desastres naturais relacionados com o desequilíbrio da biocenose, as diversas espécies que vivem em uma mesma região. Entre os exemplos da ruptura do equilíbrio biológico está a proliferação do mosquito da dengue, zika, chinkungunya e febre amarela.

Também estão entre os objetos de análise do seminário os desastres sociais relacionados com os conflitos, diversos tipos de violências, refugiados e o alto número de suicídios, além dos desastres tecnológicos. Segundo os organizadores, é necessário aprofundar os conhecimentos nas diversas áreas, para uma atuação mais qualificada nestes cenários.

No evento que antecede o Dia do Psicólogo (27 de agosto) também foi lançado, ontem, o livro “Psicologia em Emergências e Desastres – da Teoria à Prática na Gestão Integral de Riscos”. Organizado por Olavo Sant’Anna Filho, aborda temas do Seminário e tem um capítulo destinado ao trabalho de campo da Psicologia na Cruz Vermelha. Entre os exemplos da atuação do Departamento está o atendimento às vítimas das enchentes na serra fluminense em 2011.

Participam do seminário profissionais do Brasil, Argentina, Portugal, Colômbia e Romênia.

Assine nossa newsletter

CURTA-NOS NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

  • SEMINRIO DE INTEGRAO NACIONAL PROSSEGUE NA REGIO NORTE Aps ohellip
  • Seja voluntrio! Conhea a filial mais prxima de voc atravshellip
  • III SEMINRIO ESTADUAL DE PRIMEIROS SOCORROS Acontece agora na Filialhellip
  • CRUZ VERMELHA BRASILEIRA DOA CESTAS BSICAS NO COMPLEXO DO ALEMOhellip