Fundação e Reconhecimento

A história da CRUZ VERMELHA BRASILEIRA se iniciou no ano de 1907, graças à ação do Médico Joaquim de Oliveira Botelho que desejou fundar no Brasil uma Sociedade de Cruz Vermelha. Em 17 de outubro daquele ano, em uma reunião da Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro, conseguiu que fossem lançadas as bases da organização da CRUZ VERMELHA BRASILEIRA e marcada uma reunião para a aclamação de sua Diretoria Provisória, o que se realizou em 31 de dezembro de 1907, sendo aclamados Presidente e Vice-Presidente da Diretoria Provisória o Sanitarista Oswaldo Cruz e o General Thaumaturgo de Azevedo, respectivamente.

Durante meses, a Sociedade ficou estacionária, por achar-se ausente do país o seu ilustre Presidente, e mesmo depois de sua chegada, pelas múltiplas ocupações com a saúde publica que absorviam seu tempo. Solicitado por carta firmada pelos 1° e 2° Vice-Presidentes e Secretário Geral, para ativar o funcionamento da Sociedade, o Dr. Oswaldo Cruz declinou do honroso posto de Presidente, passando todas as suas atribuições ao 1° Vice Presidente, General Thaumaturgo de Azevedo.

Em memorável reunião realizada no Salão da Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro, no dia 5 de dezembro de 1908, foram discutidos e aprovados os Estatutos. A data ficou consagrada como a de fundação da CRUZ VERMELHA BRASILEIRA (CVB) e foi eleito para presidi-la o General Dr. Thaumaturgo de Azevedo.

Reconhecimento

Para que a CVB passasse a ser membro do Movimento Internacional de Cruz Vermelha, cumpriu as exigências determinadas pelo Comitê Internacional de Cruz Vermelha (CICV), dentre elas foi reconhecida oficialmente pelo Governo brasileiro (Decreto nº 2.380, de 31/12/1910) como a única Sociedade que se organizou para os fins previstos nas Convenções de Genebra e autorizada a estender sua ação por todos os Estados, tornando-se possível que se fundassem Associações de Cruz Vermelha obedecendo a uma composição federativa, estabelecendo-se na capital federal um Órgão Central para coordenar os esforços de cada uma, numa relação semelhante a que existia entre as Sociedades Nacionais e o CICV, em Genebra.

A CVB foi reconhecida como Sociedade Nacional pelo CICV em 16 de março de 1912 e desde então faz parte do Movimento. Em consequência, o Governo brasileiro baixou o decreto n° 9.620, de 13 de junho de 1912, que declarou “de caráter nacional a Sociedade da Cruz Vermelha Brasileira, para poder funcionar no Brasil, e ser considerada de utilidade pública internacional e reconhecida por todas as nações cultas”. Em 23 de maio de 1919 passou a ser membro da Liga de Sociedades de Cruz Vermelha.

Assine nossa newsletter

CURTA-NOS NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

  • Juventude da Cruz Vermelha Brasileira lana novo logo Leia maishellip
  • Seja voluntrio! Acesse wwwcruzvermelhaorgbr e saiba como CruzVermelhaBrasileira
  • Em apoio ao Centro de Referncia Global de Primeiros Socorroshellip
  • Federao Internacional ter sede no Brasil Leia mais em wwwcruzvermelhaorgbr