(Português do Brasil) Ataque ao comboio de ajuda humanitária na Síria é um ataque contra a humanidade

20/09/2016 Internacionais Por: Movimento Internacional Fotos: REUTERS / Ammar Abdullah

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

ataque-ao-comboio

O Crescente Vermelho Árabe Sírio (CVAS), o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e a Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV) repudiam o terrível ataque de ontem à noite a um comboio de caminhões que levavam ajuda humanitária para Aleppo, Síria. O bombardeio que alcançou também um armazém do CVAS, em Orem al Kubra, no norte da província de Aleppo, matou 20 civis e um membro do Crescente Vermelho sírio.

O ataque aconteceu quando a ajuda humanitária estava sendo descarregada. Dos 31 caminhões que compunham o comboio, 18 foram destruídos, privando milhares de civis de alimentos e assistência médica necessários para sua sobrevivência.

“Estamos totalmente consternados com as mortes de tantas pessoas, incluindo o nosso colega Omar Barakat. Ele era um membro comprometido e corajoso de nossa família de funcionários que trabalhava, junto com os voluntários, para aliviar o sofrimento do povo sírio. É totalmente inaceitável que nossa equipe  continue a pagar um preço tão alto por causa dos combates em curso “, disse o presidente do CVAS, Dr Abdulrahman Attar.

“Pelo que sabemos do ataque de ontem, houve uma violação flagrante do Direito Internacional Humanitário (DIH), o que é totalmente inaceitável. Deixar de respeitar e proteger os trabalhadores humanitários e estruturas pode ter sérias repercussões sobre as operações humanitárias em curso no país, privando milhões de pessoas da essencial ajuda para a sua sobrevivência “, disse Peter Maurer, o presidente do CICV.

“Hoje, a Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho está de luto. Em solidariedade ao Crescente Vermelho Árabe Sírio, estamos convidando a comunidade internacional para garantir a proteção dos trabalhadores humanitários e voluntários. Nós não fazemos parte deste conflito”, disse Tadateru Konoé, o presidente da FICV.

Na Síria acontece um dos conflitos mais perigosos para os trabalhadores humanitários em todo o mundo. Durante os últimos seis anos, 54 funcionários e voluntários do SARC perderam suas vidas durante o exercício das suas funções.

O Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho reitera a sua exigência de que todas as partes no conflito venham a aderir as regras do direito internacional humanitário, que inclui proteger os trabalhadores humanitários.

Para mais informações acesse o link abaixo:

http://www.ifrc.org/en/news-and-media/press-releases/general/syria-attack-on-humanitarian-convoy-is-an-attack-on-humanity/

Leia mais sobre: , ,
Suscribirse a nuestro boletín de noticias

CURTA-NOS NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

No images found!
Try some other hashtag or username